Cerratinga

Gueroba

>> Clique e acesse os Produtos, Produtores e Receitas com esta espécie
Espécie do Cerrado

A gueroba (nome científico Syagrus oleracea) é  uma palmeira do bioma Cerrado, mas pode ser encontrada em outras regiões do país. É também conhecida como gueiroba, gariroba, gairoba, jaguaroba, catolé, pati, pati-amargosa, coqueiro-amargoso e palmito-amargoso. A origem do nome provém da palavra gwarai-rob, da língua tupi, e significa o indivíduo amargo. A palmeira pode ser encontrada nos estados do Ceará, Paraíba, Pernambuco, Bahia, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Tocantins, São Paulo, Paraná, Espírito Santo e Rio de Janeiro e no Distrito Federal.

Coco Gueroba (Foto: Bento Viana/ISPN)

Coco Gueroba (Foto: Bento Viana/ISPN)

De caule fino e reto, a planta, adaptada a regiões de clima quente, chega a atingir até vinte metros de altura. Tem folhas e flores que surgem em cachos. Dá frutos entre os meses de junho a janeiro. Cada palmeira produz entre quatro e oito cachos, sendo que cada cacho possui em média 217 cocos. Cada coco pesa em média 35 gramas.

É dos cocos que se retira a amêndoa, utilizada para fazer doce, conhecido como doce de taia, entre outras receitas. No passado era usada para fazer óleo de cozinha e sabão de cinzas. O óleo da polpa é comestível. O óleo da amêndoa possui propriedades medicinais e é usado principalmente na produção de cosméticos.

O palmito da gueroba é de sabor amargo e bastante utilizado na culinária, especialmente nos estados de Goiás e Minas Gerais. As folhas e a polpa dos cocos são muito utilizadas para complementar a alimentação do gado.

Além dessas funções, a gueroba é usada para ornamentar jardins, parques e praças. O seu extrativismo predatório para a extração de palmito já reduziu drasticamente os guerobais nativos.

Publicação para download

>> Boas Práticas de Manejo para o Extrativismo Sustentável da Gueroba (PDF)