Cerratinga

Capa


6/04/2016

» A Produção brasileira de alimentos e as dificuldades enfrentadas para sua regularização sanitária

Mulheres processando pequi

Foto: Bento Viana – Acervo ISPN

Baixe aqui a versão do artigo em PDF

Nos últimos anos, quem tem acompanhado o desenvolvimento da agricultura familiar no Brasil, percebe a crescente corrente do movimento agroecológico brasileiro. Esta nova abordagem da agricultura, que busca integrar os diversos aspectos sociais, econômicos e ambientais na unidade de produção familiar, enfrenta entraves regulatórios que desconsideram o papel da agroecologia na economia e na qualidade de vida das famílias envolvidas. A legislação brasileira de produção de alimentos, por exemplo, não é apenas ultrapassada para atender as demandas desse setor, é inadequada, excludente e moralmente injusta com segmentos sociais que estão à margem do apoio do estado.

O marco legal da produção de alimentos é definido por uma série de leis, decretos e normas que compõem o sistema sanitário brasileiro. Este, estabelece as regras para o processamento e consumo de alimentos seguros, quer dizer, tem o papel de determinar o que é seguro para ser consumido por uma parcela significativa da população. Porém, o que vem determinando o padrão de segurança do alimento, é a esterilização e homogeneização nos processos de produção e transformação alimentar. De fato, é uma completa inversão de valores sociais e culturais, pois privilegia uma indústria rica e globalizada, em detrimento da ampla diversidade alimentar e do patrimônio histórico e cultural brasileiro. Leia mais »


Conteúdo relacionado: Capa, Notícias
8/03/2016

» Cagaita – Boas práticas de manejo para o extrativismo sustentável

cagaita-WEB_Page_01

A Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia lança, em parceria com o ISPN e apoio do Funbio/TFCA, a cartilha de “Boas Práticas de Manejo para o Extrativismo Sustentável da Cagaita“, de autoria dos pesquisadores Dr. Aldicir Scariot e Dr. José Felipe Ribeiro. A publicação soma-se à coleção iniciada em 2011 pela Embrapa e ISPN, que já conta com outras 11 cartilhas de boas práticas de processamento de frutos nativos do Cerrado e Caatinga.

Faça download do arquivo:
Cartilha Boas Práticas de Manejo para o Extrativismo Sustentável da Cagaita
71 páginas (.pdf 3,31 Mb)

Confira as demais publicações: buriti, jatobáumbu, fava d’antamangaba, capim dourado, coquinho azedo, gueroba, licuri,  cascas de árvores e pequi.


Conteúdo relacionado: Cagaita, Capa, Notícias
1/03/2016

» Instituto ATÁ e parceiros inauguram boxes de produtos da biodiversidade no Mercado Municipal de Pinheiros

A cidade de São Paulo ganha em março um novo alento para os sabores brasileiros. Estão sendo abertos neste mês quatro novos boxes do Mercado Municipal de Pinheiros, focados em ingredientes de diferentes biomas do Brasil, que ficarão sob curadoria do Instituto ATÁ em parceria com o Instituto Socioambiental, o Instituto Auá, a Central do Cerrado e o grupo Quintana. O Café Mocotó, aberto em janeiro, também faz parte do projeto.

conviteMERCADO_PINHEIROS

As seis organizações formam um coletivo, que desenvolve diversos projetos com comunidades locais e tradicionais aliados à valorização dos ingredientes nativos. A ideia é facilitar o caminho para que os produtos estejam disponíveis no Mercado de forma qualificada, com preço justo e respeitando as peculiaridades de cada região.

Os cinco espaços temáticos dividem-se em Amazônia, Mata Atlântica, Pampas, Cerrado e Caatinga e trarão frutas, castanhas, polpas, óleos, farinhas, especiarias, temperos e o rico artesanato de todo o Brasil.
O espaço da área comum também será utilizado para cursos, demonstrações e degustações, além de manifestações artísticas, como pocket shows, teatro, intervenção de artistas plásticos e designers, trazendo ainda mais atrativos para o novo momento deste centenário equipamento público.
Leia mais »


Conteúdo relacionado: Capa, Notícias
26/08/2015

» lSPN lança cartilha sobre extrativismo sustentável de Cascas de Árvores

cartilha cascas capa web

A cartilha sobre cascas de árvores, a 11ª da série “Boas Práticas de Manejo para o Extrativismo Sustentável”, é voltada para extrativistas, assessores técnicos, associações e cooperativas que trabalham direta ou indiretamente com cascas.

A cartilha foi elaborada por Bruno Filizola e Maurício Bonesso e é fruto da parceria do ISPN com o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) e a Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia, realizada com apoio do Fundo Brasileiro para a Biodiversidade (Funbio), por meio do TFCA (Tropical Forest Conservation Act) do governo norte-americano.

No material há informações sobre a importância das cascas de árvores, boas práticas de manejo, principais desafios para o extrativismo, marcos regulatórios, além de receitas e grupos de referência.

A distribuição da cartilha é gratuita e está disponível clicando aqui.


Conteúdo relacionado: Capa, Notícias
28/07/2015

» lSPN lança cartilha sobre extrativismo sustentável do jatobá

jatobá-capa

A cartilha sobre o jatobá, a 10ª da série “Boas Práticas de Manejo para o Extrativismo Sustentável”, é voltada para extrativistas, assessores técnicos, associações e cooperativas, que trabalham direta ou indiretamente com o fruto.

A cartilha foi elaborada por Camila Costa e é fruto da parceria do ISPN com o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) e a Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia, realizada com apoio do Fundo Brasileiro para a Biodiversidade (Funbio), por meio do TFCA (Tropical Forest Conservation Act) do governo norte-americano.

No material há informações sobre a importância da árvore do jatobá, boas práticas de manejo, principais desafios para o extrativismo, marcos regulatórios, além de receitas e grupos de referência.

A distribuição da cartilha é gratuita e está disponível clicando aqui.


Conteúdo relacionado: Capa, Jatobá, Notícias

Próxima Página »