Cerratinga

2/07/2014

Cagaita ajuda centenas de famílias a aumentarem a renda

Vídeo do Cerratinga mostra como cooperativas e organizações parceiras têm papel fundamental na comercialização do fruto.

A cagaita sempre esteve nos hábitos alimentares de comunidades do Cerrado, mas só mais recentemente esta fruta nativa ganhou mercado nas cooperativas da região, em forma de geleia, polpa, doce e sorvete. De fonte de alimento passou então a ser também base de sustentação, é o que explica Eurico Ribeiro em vídeo do Cerratinga.

Pequeno agricultor na região da Chapada Gaúcha-MG, ele conta que teve que deixar sua terra para a implementação do Parque Grande Sertão Veredas nos anos de 1989, mas isso garantiu a preservação da mata nativa.

Centenas de famílias perceberam o potencial das espécies típicas do bioma como fonte de geração de renda. “Buriti, coquinho, cagaita e caju têm em abundância na região. Com ajuda da Cooperativa Sertão Veredas esses produtos estão sendo processados e comercializados”, salienta Ambrosina Barbosa.

A Cooperativa Sertão Veredas conta com cerca de 200 famílias atuantes e cinco comunidades trabalham com o agroextrativismo da cagaita. Além do benefício econômico e ambiental, esta iniciativa ajuda no resgate da cultura alimentar regional, na promoção da segurança alimentar e nutricional.

Estas e outras informações podem ser vistas no vídeo sobre a Cagaita pelo link. Uma produção do Instituto Sociedade, População e Natureza (ISPN), por meio do projeto Cerratinga, que tem um papel importante na divulgação dos produtos, das formas de prepará-los e do fortalecimento do trabalho de base comunitária.

Para assistir a outros vídeos, do Baru e Maracujá da Caatinga clique aqui.


Conteúdo relacionado: Capa, Notícias, Releases